quinta-feira, 17 de junho de 2010

Nunca subestime toda uma viagem, por um dia ruim.

Nunca subestime toda uma viagem, por um dia ruim.


Uma coisa eu aprendi este ano: nunca subestimar um passeio ou uma viagem inteira por um dia ruim.

Vou explicar.

Em março, estive em Recife com a minha família para o casamento de um primo meu que mora lá há alguns anos.

Adorei a viagem, apesar de curta, pois ainda não conhecia a cidade.

Próximo de Recife, está a belíssima e campeã de títulos de “A Mais Bela Praia do Brasil” pelo Guia 4 rodas; Porto de Galinhas.


Eu já tinha estado lá em março do ano passado (que legal, exatamente 1 ano antes) com o meu Romeu, quando estivemos em Maceió.

Enfim, voltando ao causo.

A minha tia (mãe do noivo), que organizou a nossa viagem e que mora também por lá, contratou uma agencia para nos levar até lá e nos buscar no final da tarde.

Eu estava super contente em ter a oportunidade de ir à Porto pela segunda vez, e super ansiosa para mostrar para as pessoas que estavam comigo que ainda não a conheciam.

Chegando lá, estava tudo lindo.. O mar com aquela variação de cores inexplicável... a água quentinha... Que maravilha! Tudo tranquilíssimo. Ficamos na areia em uma barraca de sol de um agradável restaurante à beira da praia.

Aguardávamos ansiosamente a maré baixar, para podermos fazer o passeio da jangada às piscinas naturais.


Foi aí que tudo começou a dar errado.

O jangadeiro não devia estar no seu melhor dia, e digamos que ele não foi atencioso conosco, mesmo sendo um grupo de 6 pessoas, entre elas uma pessoa de idade.

A maré ainda não estava totalmente baixa, e por isso, para sair da jangada foi um pouco complicado. Imagina o que é andar de chinelos havaianas dentro d’água?


Devido à proteção maior do parque, veja essa notícia aqui, a visitação estava muito mais restrita, incluindo as piscinas em que os visitantes costumavam utilizar, e agora só podem tirar fotos.

E o nosso jangadeiro já havia se perdido praticamente do nosso grupo...


Ao chegar à piscina de utilização dos turistas, tudo desabou de uma vez:

O chinelo do meu tio arrebentou, a minha tia não teve coragem de entrar na piscina, a pessoa de idade ficou insegura para andar, e eu virei o pé em uma pedra solta, o chinelo saiu boiando e virei o pé.


Virei o pé em cima de um ouriço-do-mar.


"Ainda tem alguma coisa aí?"


Imagina que foto feliz foi essa?

Enfim, ficamos todos insatisfeitos com o passeio.


E eu, triste por ter feito tanta propaganda de um lugar maravilhoso que eu havia conhecido um ano antes.

Mas ainda assim, acredito em Porto de Galinhas. É um paraíso, pelo menos nos seus dias bons.

E acredito que isso se aplique em muitos dos casos!

Entao aqui faço a minha propaganda: Conheça Porto de Galinhas! Vale a pena mesmo.

E mais uma vez: nunca subestime toda uma viagem por um dia ruim.
Au Revoir!

2 comentários:

Patrick (Matu) disse...

Porto de Galinhas é um lugar lindo! Eu prefiro ficar em Muro Alto, que forma a piscinia natural mais linda do Nordeste (eu pelo menos acho hehe) e tem hotéis para te resguardar. Mas Porto é fantástico. Já fui lá 8 vezes em 10 anos. E eu já tive dias ruins, mas tudo passa no raiar de um novo dia! XD

Irllan Amorim Duarte disse...

Paula,

Parabéns pelo blog!
Ele é muito bem feito, as matérias são super interessantes e há uma interatividade muito bacana!

Um abraço,

Irllan Amorim Duarte
http://versatilesp.blogspot.com