sexta-feira, 7 de maio de 2010

Death Valley - É lá onde o mistério se esconde



O Death Valley National Park, Parque Nacional Vale da Morte, está localizado no deserto de Mojave, na Califórnia, EUA. Fica a aproximadamente 160km de Las Vegas.


O Vale da Morte propriamente dito, foi um lago, e dele, hoje, só  restam a areia e grandes quantidades de sal.

Apresenta temperatura média entre 30ºC a 45ºC durante o dia, e à noite, por volta de 5ºC.

Esse deserto é conhecido por ter uma das temperaturas mais quentes do planeta: no Vale da Morte já foi registrada a temperatura mais alta da América e a segunda mais alta já registrada no mundo inteiro.

 E o que há de tão interessante sobre esse deserto?


Bem... Digamos que lá ocorreram fenômenos incomuns, que os cientistas lutam para explicar, mas ainda não conseguiram.

Espalhadas pelo Racetrack Playa, encontram-se rochas em tamanhos menores, médios e algumas com mais de uma tonelada de peso, sem total explicação. O terreno é totalmente plano e as rochas distam bastante das montanhas.


Há quem diga que caíram do céu, mas após vários testes, os cientistas constataram que essa hipótese é impossível, além do fato de que, se tivessem caído do céu, haveria a fragmentação das rochas após o seu impacto, e até mesmo, haveria um afundamento daquele local após o choque. 

O que intriga de fato, é que essas rochas deixaram longas marcas gravadas no solo como se elas simplesmente tivessem se deslocado. As marcas são mais superficiais próximo onde as rochas se encontram e ficam mais profundas no ‘ponto de partida’ delas, e dão a impressão de terem sido ligeiramente levantadas ao deslocamento.


Outro dado curioso é que rochas se moveram do lado mais baixo para o lado mais alto do terreno.

Há quem diga que foram ventos fortes que arrastaram as rochas, mas os cientistas afirmam que para conseguir deslocar rochas tão pesadas, o vento deveria ser de uma velocidade nunca registrada no nosso planeta inteiro. E ainda que esse vento fosse possível, não explicaria as rochas deixarem rastros de direções diferentes. 


Esse fenômeno ocorreu há milênios atrás, mas ainda ninguém conseguiu descobrir o que se passou por lá.

No mínimo, muito curioso, não?

Além das rochas “andantes”, o Death Valley tem outros pontos curiosos, como por exemplo, o “BadWater Basin”, ou Bacia de água ruim. Esta é uma bacia endorreica (uma área na qual a água não tem saída superficialmente, por rios, até ao mar, ou seja, uma bacia hidrográfica sem saída para o mar). É como uma área alagada por uma fonte de água ruim para ser bebida. Há muitos sais acumulados em torno da bacia, fazendo a ter essa qualidade ruim. Mesmo assim, a bacia tem vida animal e vegetal. Há épocas em que a bacia permanece totalmente seca, mas apesar do que os turistas fazem, não é recomendado passear pela área não demarcada, pois abaixo da camada de sal, ainda pode haver lama.




O chamado Devil's Golf Course, ou Curso de golf do diabo, é como uma grande área de sal, com uma superfície irregular formada por grandes cristais de sal. Recebeu esse nome após um dos Guias de Serviços de Death Valley afirmar que "só o diabo poderia jogar golfe" em sua superfície. Com uma altitude vários metros acima do vale na Badwater, o Devil's Golf Course permanece seco, permitindo que o sal seja seja esculpido devido a ação do vento e agentes biológicos.




O local ainda foi escolhido por comunidades mineradoras no séc XIX. A maior comunidade instalada no local, foi a Rhyolite, no início dos anos 90. As ruínas de Rhyolite são fascinantes e vale a pena visitá-las. A garagem do trem, prisão, e bancos ainda permanecem em pé, como aquele cenário clássico de cidade fantasma do velho oeste.


 



Ao extremo norte do Death Valley, encontra-se o Scotty’s Castle (Castelo de Scotty). É uma viagem para a vida e os tempos da depressão dos anos 30. Na época, Walter Scott convenceu todo mundo que ele construiu o castelo com dinheiro de suas ricas minas secretas na área.


Além dessas atrações, há salinas, cânions, dunas, áreas para acampamento e museus, todas dentro do Parque Nacional de Death Valley.

 Dante's View (visão da Racetrack Playa a partir do mirante de Dante)
Cânion Golden 
 
 Dunas
Artist's Palette - Como se fosse a paleta de um artista
 
 Zabriskie Point
Flora incrível, à beira do deserto
Uma das áreas de acampamento

Para saber mais informações sobre o Parque Nacional de Death Valley, acesse o site oficial.

Não deixem de ler as dicas importantíssimas no site para os turistas que pretendem conhecer o Death Valley.

As rochas andantes...

E aí, chuta?

Au Revoir!!

*todas as fotos foram retiradas da internet

Se você tem alguma dica ou comentário sobre o post de hoje ou alguma outra sugestão, não deixe de registrar! 
Escreva um comentário, ou mande um e-mail para A Pequena Viajante!
Não deixe de participar da comunidade "A Pequena Viajante" no orkut!!


Nenhum comentário: