quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Paraty - Que Beleza de retrato...


Paraty é um pouquinho do que se pode dizer "o presente do passado".



Paraty é uma das cidades mais charmosas do estado do Rio e possui um valor histórico inacreditável, tudo isso a 256 km da capital e a 307 km de São Paulo.

Com suas casinhas brancas e “molduras” coloridas, Paraty atrai milhares de turistas (muitos deles estrangeiros) todos os anos.



Paraty foi fundada no séc. 17 e teve grande importância por seus engenhos de cana-de-açúcar e após, no séc. 18, por ter o principal porto de onde eram embarcados ouro e pedras preciosas extraídas de Minas Gerais para Portugal.


 

O casaril do centro histórico da cidade tem muitas historias para contar após ter sido cenário para tantas transformações.



Para se hospedar em Paraty, o ideal é procurar um hotel próximo ou dentro do centro histórico da cidade, pois sem dúvida, é um dos principais atrativos da cidade.

Atenção: é proibido o uso de sapato alto, meninas!

O centro histórico da cidade teve as ruas mantidas como o original: calçamento pé de moleque. O indicado é sempre um bom e confortável tênis para andar pelas ruelas do centro.
 
*foto tirada da internet


Ao passear pelo centro, em quase todo o tempo é possível esbarrar com algum guia turístico contando todas as curiosidades da cidade a algum grupo de turistas, e poucas vezes em português.



 Alguns dos fatos curiosos: 

- as ruas da cidade foram construídas de forma que quando a maré está cheia (especialmente nas luas cheia e nova), a água do mar invade as ruas. A intenção era deixar as ruas sempre limpas (já que naquela época, higiene não era lá o forte da população, cá entre nós);
 
*foto tirada da internet


- a maçonaria era algo muito presente na cidade. Há sinais por toda ela!


 *foto tirada da internet

- foram construídas na época igreja dos ricos e a dos pobres (escravos). A diferença é que a dos escravos só tinha uma torre somente, pois pagava menos impostos. 



 - há uma igreja dos escravos na cidade bem de frente para o mar. A entrada está num nível mais baixo, para que água do mar adentrasse, e lavasse os pés dos escravos.


 

As praias de Paraty não valem à pena a visita. Sugiro então dois programas igualmente belos:


No cais da cidade, pode-se pegar um saveiro e fazer um maravilhoso passeio de mais ou menos 5h de duração (com direito até a musica ao vivo, dependendo da equipe) e custa mais ou menos R$30 por pessoa. No roteiro esta as ilhas de Pescaria e Comprida, praias Vermelha e Lula. No barco são oferecidas refeições e frutas (pagos a parte, claro).





 
 

A outra sugestão é igualmente imperdível, e até mais barata. O passeio pode ser feito de carro, ou de ônibus comum da cidade. O destino é Trindade. Quem já não ouviu falar? . Trindade fica a 30 km do trevo de Paraty, e tem praias e cachoeiras lindas! Para quem vai de ônibus (a partir da rodoviária da cidade – a passagem custa poucos reais), não pode esquecer-se de consultar os horários, pois o ônibus pára de circular ao anoitecer. Para quem vai de carro, também deve ficar atento ao anoitecer, pois a estrada é bem sinuosa e não tem iluminação por toda ela.





*foto tirada da internet

À noite, o programa mais gostoso a se fazer, é procurar um bom restaurante no centro histórico e observar o movimento da cidade. A cidade é tranquila e não tem opções de muito agito noturno.







Outras sugestões, essas para quem gosta de curtir um bom festival, Paraty é palco para alguns:

- Festival da Pinga – acontece em todo o terceiro final de semana do mês de agosto;
- Festa do Divino – acontece sempre 40 dias após a Páscoa;
- Festa Literária Internacional – ahh essa você já deve ter ouvido falar. É um dos principais do estado. A cidade lota e é necessário reservar hotel com bastante antecedência. Acontece sempre nas primeiras semanas de julho, de 4ª a domingo.



 

Paraty é uma cidade para todas as tribos e idades. Possui inúmeras opções de passeios à rios, cachoeiras, praias e outros. Para saber mais sobre todas essas opções, acesse o portal da cidade aqui.


Au Revoir!!

Se você tem alguma dica ou comentário sobre o post de hoje ou alguma outra sugestão, não deixe de registrar! Escreva um comentário, ou mande um e-mail para A Pequena Viajante!


Não deixe de participar da comunidade "A Pequena Viajante" no orkut!! 
 

3 comentários:

Igor d'Souza disse...

Oi, acheii muito legal a ideia do seu blog
o meu fala da minha turma da 8°série
da um lida láh e deixa um comentario
http://oscaralhentos.blogspot.com
vlw.!

Lilian disse...

Ah, também amo Paraty... Bucólica e ao mesmo tempo agitada, simples e também sofisticada, cotidiana e ímpar. Falo dela no Vida e Viagem (http://vidaeviagem.blogspot.com), até porque vou todo ano à FLIP.
Ótima escolha para um post!
Bjs

Augusto Eduardo disse...

Poxa, muito bonito !!!

É até uma vergonha parqa mim não cohecer Paraty.

Tenho uma casa entre Caraguá e Ubatuba a muitos anos e nunca fui para lá, mas agora vou criar coragem...

Até Eduardo
http://www.mulherespeitosebundas.blogspot.com