quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Ai que saudade do céu, do sal, do sol de Maceió....



Esse é um dos hinos da cidade... e você com certeza voltará com essa música na cabeça e a saudade no peito!





Imagine você sentado na areia, na sombrinha dos coqueiros, visando um mar de águas mornas, calmo e com tantos tons de verde e azul que você nem sabia que existiam.. essa é Maceió!



Hoje, vou começar falando da cidade de Maceió, e depois darei umas dicas de uns passeios ótimos para fazer nos arredores da cidade.


No aeroporto, logo em frente ao portão de desembarque, existe um balcão de informações turísticas. Ali, você pode pegar mapas e panfletos de locadoras, passeios, atrativos da cidade. Do aeroporto, ainda se percorre mais ou menos 1h até chegar à orla (distancia e transito).



A Maceió “turística” se estende pelos bairros de Jatiúca, Pajuçara e Ponta Verde. Não importa em qual bairro ficar, você vai se deliciar.























Na orla tem um calçadão, onde se pode passear tranquilamente. Tranquilamente!! O policiamento na orla é incrível! Existem viaturas, policiais a pé, policiais à bicicleta. Um patrulhamento de deixar qualquer praia de grande capital para trás.


É também na orla onde se concentram as atrações gastronômicas da cidade. Um dos mais famosos é o Imperador dos Camarões. Eu, pessoalmente, não fui pelo fato de simplesmente não gostar de pescados, mas fui extremamente recomendada. Esse restaurante possui duas filiais na orla e me asseguraram ser a melhor opção para esse tipo de comida. Para quem pensa em aproveitar a culinária alagoana ou brasileira comum, geralmente os hotéis são bem informados e tem inúmeros panfletos de restaurantes a oferecer. E sabe qual é a maior? Muitos desses restaurantes buscam o cliente na porta do hotel! Então nem precisam se preocupar com a lei seca!



Outra parada na orla é o pavilhão de artesanato. Lá você encontra de tudo, inclusive o tradicional filé de Maceió. Quase em frente também tem o centro de artesanato, onde você pode encontrar os mesmos produtos.



Outra grande atração da cidade é sem dúvida, o passeio às piscinas naturais de Pajuçara. Passe lá no dia anterior, para saber qual será o horário do passeio (varia de acordo com a maré). Da praia, você pega a jangadinha que te leva até as piscinas. Se você não tiver óculos de mergulho, geralmente é alugado por 10 reais. E se você quiser tiver fotos com os peixinhos e não tiver uma câmera preparada, lá tem fotógrafos preparados para registrar esses momentos.







O centro da cidade é uma controvérsia. Toda cidade turística tem uma historia para contar. E tem mesmo. Mas pule o city tour, pois é desinteressante e pode ser perigoso. Lembre-se que Maceió não é uma cidade rica, então como em qualquer outra cidade, você vai cruzar com pessoas pedindo esmolas. Para quem já ouviu falar da feira da linha do trem (já foi muito falada no Fantástico), fica próxima ao centro. O guia que me passou essa informação aconselha: “não vá de forma alguma. Lá se aplica golpes e se vende produtos roubados”. Alem disso, as praias do centro são poluídas.



Então, pulemos essa parte!


Dicas, Conselhos, Curiosidades


  • Na orla, há sorveterias com mais de 70 sabores de sorvete!
  • Não se esqueça de comer de comer tapioca na orla!
  • Filtro solar mais alto possível. Acredite, eu que adoro um sol, no meio da semana já estava chorando por um fator 50!
  • Não esquente se chover, essa chuva provavelmente não vai durar mais que 10 minutos
  • Melhor época: de dezembro à fevereiro, a cidade fica lotada por causa das férias. Tente ir à Maceió entre Março à Maio. Nesta época o sol ainda está garantido, as praias claras, e já não é mais alta temporada, ficando tudo mais em conta.
  • Na cidade existe uma taxa de turismo, que geralmente é cobrada por alguns hotéis, na nota fiscal e é repassada para o Maceió Convention & Visitors Bureaux, que serve para financiar o treinamento e capacitação de mão de obra no turismo. A taxa é algo como 1,50 por diária. O turista não é obrigado a pagar se não quiser, o valor deve ser estornado pelo o hotel.
  • Vale muito a pena conhecer Maceió. Uma cidade muito simpática e charmosa, com certeza.
  • Visite o site Guia de Maceió para mais informações.







Nos próximos posts, veja o que mais você poderá conhecer em uma viagem a Alagoas: Praia do Francês, Paripueira, São Miguel dos Milagres, Praia do Gunga e outros..




Au Revoir!!



Se você tem alguma dica ou comentário sobre o post de hoje ou alguma outra sugestão, não deixe de registrar! Escreva um comentário, ou mande um e-mail para A Pequena Viajante!

Não deixe de participar da comunidade "A Pequena Viajante" no orkut!!




4 comentários:

Loo / Franky disse...

Maceió está na lista!! Porto de Galinhas tbm é o máximo!
Adorei o seu blog! Bjos, Paula! :)
Loo

Vida de Turista disse...

Olá Paula..
Maceió com certeza é um dos melhores destinos turísticos do Brasil..
Ainda quero postar sobre esse lugar lá no meu blog de viagem também..
Abraço..
Thiago

Lilian disse...

Puxa, Paula, acho que eu visitei uma outra Maceió. Fui no Carnaval, altíssima temporada, a cidade estava cheia e vímos muito poucos policiais entre Ponta Verde e Pajuçara. Em Ponta Verde, tinham muitos pivetes próximos aos caixas eletrônicos e nada de polícia. Nos sentimos muito inseguros. Além disso, havia algumas línguas negras na areia das praias e pessoas lavando roupa e as estendendo nos quiosques. Fiquei com um péssima impressão do lugar. Não sei se foi um momento específico ou se é sempre assim...

Viagens pelo Brasil - Conheço essa cidade disse...

Ai que saudade do céu, do sal, do sol de Maceió mesmo...
Sugestão em vista do comentário da Lilian, Nunca, nunca vá na praia no carnaval, a menos que não se importe de não desfrutar do melhor.